quinta-feira, fevereiro 23, 2006

23-F

Hoje por este lado da fronteira só se fala do 23-F, o golpe militar fracassado de há 25 anos (foi em 23 de Fevereiro de 1981). Nesse dia o Sr. Antonio Tejero, coronel da Guarda Civil, (com aquele curioso tricórnio na cabeça – um chapéu que até hoje a guarda mantém) entrou no congresso dos deputados e gritou “todo el mundo al suelo” e desatou a disparar para o tecto.


Para seu azar (e sorte de todos os outros espanhóis) o golpe foi mal planeado e correu mal e saldou-se por um fiasco, até hoje diz-se que a pessoa que menos sabia o que estava a fazer é o próprio Tejero, que foi um pouco uma marioneta no meio de peixe mais graúdo.

Hoje é um episódio que evoca o riso por ter sido mal organizado e pelo carácter anedótico do seu líder mas ao mesmo tempo com certo receio, já que qualquer golpe militar é sempre de levar muito a sério (mesmo os que falham).

Uma das descrições mais engraçadas feitas por jornalistas da época foi a de um escandinavo que afirmou que um homem mascarado de toureiro tinha sequestrado os deputados LOL.